Conectividade

Notícias

|

Região

Newsletter

Esportes

Entretenimento





Publicidade

.

Letras de Musicas
de 2014

Busca

Carregando...
|
Serviços

É no valor, que parte de R$ 44.590 e chega a R$ 54.690, que a Spin apoiará sua receptividade


29/06/2012 
Do Icarros/ horaonline.com



Spin substituirá Meriva e Zafira
Ao volante de um Chevrolet Meriva, o motorista do táxi justifica a excitação em ver a Spin no estacionamento do Credicard Hall, em São Paulo, logo após o lançamento da minivan: "a Chevrolet dominou o mercado de táxis com a aposentadoria do VW Santana, mas começou a perder mercado para Fiat Idea e SpaceFox. 


Já tinha passado da hora de renovar a linha", disse, interessado no preço da novidade.


É no valor, que parte de R$ 44.590 e chega a R$ 54.690, que a Spin apoiará sua receptividade. A solução não é inédita: carroceria para levar cinco ou sete passageiros, duas versões de acabamento (LT e LTZ) e motor de 1,8 litro flex. "Não é a transmissão automatizada da Meriva, não, né? Porque meu carro é, literalmente, um elefante branco", brincou o taxista.


Não. A transmissão que serve a Spin é manual de cinco velocidades ou automática de seis marchas, derivada do Cobalt, sedã que chegou ao mercado no final do ano passado. É com ele que a nova minivan divide a plataforma e, de acordo com rápida definição de um executivo da montadora "até a coluna B, o carro é um Cobalt". 


O entre-eixos foi mantido o mesmo do três-volumes: 2,62 metros, mas o assoalho foi elevado em 60 mm. A percepção de espaço, ao contrário do que acontece no sedã, no entanto, é outra. Os bancos dianteiros ficam bem afastados das portas e a segunda fileira comprime o terceiro passageiro. A Spin mede 4,36 m de comprimento por 1,95 metro de largura. Lá no fundo, o investimento para poder oferecer câmbio automático por um preço mais baixo sacrificou a disposição do assento, que é inteiriço e obriga a carregar bagagem sobre ele caso haja seis ocupantes. 


Na estrada, minivan comprova apelo familiar


Servido pelo motor 1.8 Econo.Flex de 108 cv de potência e 17,1 mkgf de torque com álcool, o veículo cumpre o papel de carro familiar. Durante o teste drive em trecho rodoviário, a Spin rodou a uma velocidade média de 110 km/h, sem fazer esforço para atingir a marca no velocímetro. Nas poucas curvas enfrentadas durante o trajeto da avaliação, a minivan se mostrou estável. O que chamou a atenção, no entanto, foi a trepidação do volante, mesmo em trechos com asfalto em boas condições. 


O incômodo ficou por conta da atuação da transmissão automática de seis marchas durante as retomadas de velocidade. O conta-giros chega aos 6.000 rpm para a troca de velocidade, o que dá a sensação de impotência nas tentativas de ultrapassagem. A caixa permite a realização das trocas manualmente, por meio de um pequeno botão na lateral da alavanca. A possibilidade, porém, não resulta em grande melhora no desempenho da transmissão.


Na versão com cinco lugares, a Spin dispõe de nove combinações para os assentos e capacidade de bagageiro que varia entre 710 l e 1668 litros, enquanto o modelo de sete bancos oferece 23 configurações e espaço para levar de 162 l a 952 litros no porta-malas. O manejo dos bancos é prático, mas requer um pouco de força. Por enquanto, o passageiro do meio da segunda fileira não conta com encosto de cabeça, mas, de acordo com o fabricante, o equipamento de segurança passará a equipar o carro em alguns meses. 


Desde a versão mais barata, a Spin sai da fábrica com airbag duplo, freios ABS, direção hidráulica, ar-condicionado, vidros e travas elétricas. O topo de linha das duas versões agrega câmbio automático. Mesmo na opção de entrada, o acabamento não deixa a desejar: as peças parecem bem-encaixadas e o plástico usado passa sensação de resistência, mas vale ressaltar que em nenhum modelo há saída traseira do ar-condicionado.  


Mestiça, minivan será brasileira e asiática


Modelo possuirá configuração de cinco e sete lugares
Desenvolvido pela equipe de engenharia brasileira da GM, a minivan será fabricada em São Caetano do Sul (sp) e na Ásia, mercado que, junto da América do Sul e da África, receberá o modelo familiar. 


A previsão da montadora é vender entre 2.800 e 3.000 unidades do modelo, sendo 50% da versão LT e 50% da LTZ. A conta será dividida da mesma forma entre a opção com câmbio manual e automático. 


Por enquanto, tanto Meriva como Zafira continuam à venda no mercado. "A ideia é manter opções para todos os tipos de público, uma vez que a Meriva é 1.4 e a Zafira 2.0. A produção dos dois modelos, cujo foco é principalmente em frotistas, será monitorada de acordo com a procura", explicou o diretor de marketing Gustavo Colossi. Em média, a montadora contabiliza 600 unidades da Zafira e 1.500 da Meriva por mês. No que depender da Spin, entretanto, chegou a hora, definitivamente de os dois modelos deixarem o ponto...


Preços da linha Spin:
LT (m): R$ 44.590
LT (m): R$ 45.990
LT (a): R$ 49.690
LTZ (m): R$ 50.990
LTZ (a): R$ 54.690


Teste drive a convite da GM



2leep.com

Twitter Facebook
a
Oferecimento adtursi.org

Colunas

Blogs

dandonota | dandonota |

Previsão do tempo

+28
+30°
+20°
Limeira
Quarta-Feira, 13
Quinta-Feira   +32° +21°
Sexta-Feira   +32° +21°
Sábado   +31° +21°
Domingo   +30° +20°
Segunda-Feira   +30° +19°
Terça-Feira   +33° +18°
previsão da região
a
empregos da região
|

Mais lidas

Shopping Online

|

Filmes

Total de Acessos

Parceiros

InterExpat - The expat guide



2009-2014 horaonline.com - Jesus Poleposition
Web Statistics Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-ShareAlike 2.5 Generic License.